17 de novembro de 2009

17 - Passar a usar pasta de dentes natural


Vou começar pelo fim.

Se quiserem mudar de pasta de dentes, para uma mais "eco-correcta", podem, dentro das pastas de dentes tradicionais, comprar pasta de dentes Couto, fabricada em Portugal desde 1932: não é testada em animais, os ingredientes principais são à base de extractos de plantas e não contém LSS (Lauril Sulfato de Sódio*). Só descobri isto hoje...

Andei mais de uma semana nesta demanda de encontrar uma pasta de dentes natural: sem LSS, adoçantes artificiais, fluoreto (excesso de flúor prejudica os dentes), álcool etílico, corantes, sabores sintéticos nem conservantes...

Em nenhum supermercado ou hipermercado onde fui se vende uma opção natural de pasta de dentes, pelo menos eu não encontrei (acho que fui a todas as cadeias, excepto ao intermarché).

Por outro lado todas as ervanárias têm, no mínimo, uma pasta de dentes natural, biológica, mas custa, pelo menos, o dobro das tradicionais!!! Normalmente compro as da oriflame, marca sueca que não testa em animais, por cerca de 1,5€. As das ervanárias e de sítios da internet como, por exemplo, esta, custam 4€/5€.

Eu já sei que tudo o que é biológico é mais caro (e nem me apetece falar agora sobre isso) mas o que é demais...

Vi uma notícia sobre uma planta - "unha de gato" - estudada numa pesquisa realizada pela Faculdade de Odontologia da Universidade Nacional Maior de São Marcos, em Lima, Peru, que permitiria fabricar uma pasta de dentes sem o uso de químicos, igualmente eficaz, e acessível a todos (o que interpreto como: não custará 2 ou mesmo 3 vezes mais). Mas não encontrei mais nenhum desenvolvimento sobre esta hipótese.

Assim, como neste passado sábado participei numa oficina de produtos naturais, onde aprendemos a fazer pasta de dentes e desodorizante, resolvi o meu problema desta maneira: a partir de agora faço eu a minha pasta de dentes. E asseguro-vos: é agradável ao paladar, fácil de fazer e fica mais barata do que as das ervanárias (e até, talvez que as tradicionais; ainda não sei, mas quando fizer cá em casa, faço as contas). E não tem nada prejudicial nem à saúde nem ao ambiente. E lava bem os dentes e as gengivas, claro. E testemunhei a sua eficácia a longo prazo no sorriso reluzente e saudável da Sylvia, a formadora!


* Dizer que o LSS é cancerígeno parece ser uma lenda urbana, embora tenha encontrado muitas e diferentes opiniões. No entanto a DECO diz que "o LSS não passa de um agente para fazer espuma, que visa sobretudo eliminar os excessos de gordura, tanto da pele como do cabelo. Grandes concentrações e um contacto prolongado com esta substância pode, na realidade, provocar irritações na pele e nos olhos, pelo que alguns dermatologistas aconselham produtos com outras composições."
Então é dispensável, não?
Porque na verdade é a ideia da espuma que nos agrada: faz muita espuma, lava melhor...

21 comentários:

  1. Pasta de dentes Couto é realmente económica mas é EXTREMAMENTE POTENTE. Fica-se com a boca anestesiada durante uns bons minutos. E há pastas de dentes naturais na versão "branqueadoras"? A pasta que uso custa à volta do 4 euros nas lojas convencionais, mas tem essa vertente...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. USA MENOS PASTA COUTO,
      USAS UMA GRANDE QUANTIDADE AN BOCA DEPOIS FICA " ANESTESIADA", LOL

      ELAS SAO ECONOMICAS POR CAUSA DISSO, É SO UM CHEIRINHO...!

      Eliminar
  2. Segundo a Sylvia há ingredientes naturais branqueadores (raiz de iris ou lírio branco) que já fazem parte da receita que aprendemos, ou então bicarbonato de sódio (mais abrasivo), é claro que este efeito branqueador é efectivo a longo termo, só os produtos químicos mais fortes podem de facto ter um efeito imediato.

    ResponderEliminar
  3. O ideal é não abusar do café, chá, tabaco ... quem não consume estes items normalmente tem dentes mais brancos. Olga eu na percebo nada de blogues vejo-me à rasca pa escrever aki, lol

    ResponderEliminar
  4. olá,
    eu optei pela Parodontax que também não tem substancias nocivas (pelo menos eu acredito que não mas terei que ir confirmar ponto por ponto no rotulo). Para quem vive em Lisboa há uma psta de dentes biológica a pouco mais de 1 euros na Miosotis.

    ResponderEliminar
  5. olá
    tal como a ema, li o livro da vanessa e passei a ser ainda mais "obcecada" com a ecologia.
    andava à procura de pastas de dentes naturais ou de como fazer em casa e vim dar aqui.
    será que podia, tal como no post das máscaras, dar as instrucções para que outros possam fazer a pasta de dentes em casa?
    obrigada!

    ResponderEliminar
  6. olá filipa!

    pois é, esse livro tem esse (óptimo) efeito...

    a questão aqui é que ao contrário das receitas das máscaras, que procurei em livros e na internet, a receita da pasta dos dentes foi-me dada numa oficina em que participei, onde mais do que a receita aprendemos as características de cada ingrediente, a sua função e interacção com os restantes componentes. Penso que não devo ser eu a partilhá-la fora desse contexto.

    mas aqui deixo (com o acordo da própria) o email da sylvia almeida, para poder entrar em contacto com ela:
    alquimiaseco2@gmail.com

    Boa semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa noite Ema! Olha, será que me podes arranjar um outro contacto da Sylvia que não o e-mail (tipo facebook, blog)? É que já lhe enviei um mas ela nunca me respondeu - suponho que fui para à pasta lixo... é que gostava muito de ter informacão sobre os workshops - e em especial sobre pasta dos dentes caseira.

      Eliminar
    2. Olá Ana!
      Ela não tem facebook, nem blog. Por vários motivos andou afastada durante uns tempos e agora tem um novo email. Vou perguntar-lhe se to posso dar, está bem?
      Entretanto ela voltou a dar cursos e o próximo é este:
      https://www.facebook.com/events/229734127188382/?ref_dashboard_filter=upcoming.
      Não estás por cá, não?

      Eliminar
  7. olá!
    sim claro, sendo assim acho muito bem.

    obrigada pelo e-mail e pelo blog que é espectacular!

    ResponderEliminar
  8. Bom dia Ema devo dizer que estou completamente “apaixonada” por este blogg. Tenho passado horas cá a tentar absorver o máximo de informação que me escapa, no dia-a-dia. Principalmente isto dos constituintes dos produtos de higiene, que por incrível que pareça começo a sentir na pele… e também o meu príncipe. Sempre lhe comprei produtos de higiene da farmácia tipo Uriage, mas confesso que são excessivamente caros e alguns a própria pele dele começa a rejeitar. Passei a usar então produtos de venda em supermercados, mas sempre com atenção ao que comprava, claro. Comprei então um champô/ gel de banho da Corine de Farme (http://www.corinedefarme.com/index.php?cultureCode=pt-PT#/home) diz que é 95% de origem natural… ao que agora pergunto eu, que ainda não fui ver a embalagem e ver os ingredientes, os que serão os outros 5%. Na atura em idas rápidas ao supermercado pareceu me de todos os melhor… passado dias o Pedro fez uma pigmentação, que tive de ir ao dermatologista e foi diagnosticado Pele atópica, uma criança que até agora nunca tinha tido problemas… ao que agora tive sim de voltar a farmácia. Mas confesso que guardei a embalagem do creme e gel de banho para ver a composição, não me parece viável usar aquilo todos os dias e vou mesmo ter de encontrar solução natural. Uma outra situação foi em relação as pastas dentífricas, sempre usei colgate e à uns anos a traz estava com muitas borbulhas na zona da boca e queixo decidi ir ao dermatologista, e mais uma vez alergia derivada da composição da pasta o próprio medico falou desse tal LSS composto para fazer espuma. O que é certo é que passei a usar uma pasta de farmácia, que para alem de custar 8€ mas é branqueadora, contem bicarbonato de sódio e segundo os dentistas o uso contínuo desse composto faz perder a coroa dentária, ou seja faz com que os dentes fiquem mais sensíveis. À conclusão, de que preciso encontrar o contacto da Sylvia para poder fazer uns workshops para aprender umas coisinhas muito úteis e saudáveis.
    Bem depois de tudo isto resta-me desejar tudo de bom e que continues com força neste projecto, para poderes ajudar a “educar” um bocadinho quem cá passa, para todos juntos poderemos melhorar o nosso Planeta. Eu tenho-o divulgado ao máximo, tomei a liberdade, espero que não te chateies 
    BJinho
    Paz e Luz
    Io

    ResponderEliminar
  9. Obrigada Io, pelo carinho e entusiasmo! E, claro que agradeço a divulgação! Quantos mais formos, melhor.
    Da minha experiência, os produtos comprados na farmácia têm os mesmos ingredientes que os comprados nos supermercados.
    Eu, quando tenho que comprar, prefiro as ervanárias, procurando, claro, produtos com menos químicos. E tenho-os encontrado.
    Também comprei um gel de banho da corine de farme e senti-me defraudada, os 5% são suficientes para não compensarem os outros 95%... O mesmo me aconteceu com o Sanex Zero.
    Estes sites "explicam" os ingredientes:
    http://www.cosmeticsdatabase.com/
    http://www.gina.antczak.btinternet.co.uk/CU/ING.HTM
    e têm-me sido muito úteis!
    Espero ter ajudado.
    Costumo colocar as oficinas da Sylvia na página do facebook. Não sei se a costumas consultar. Se não e quiseres ser informada, envia-me um email para o 365coisasquepossofazer@gmail.com.
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  10. Olá ema...
    Descobri á pouco tempo o seu blog, de facto estou muuito interessada do pouco que vi!!
    Li o teu artigo sobre a pasta de dentes natural e... ja ouvi falar que com produtos naturais (muito fácil e rapidamente) em casa podemos fazer pasta de dentes!
    Já procurei na net e... NADA!
    Se encontrar algo sobre isto... agradecia-lhe!
    Beijinhos***
    Sónia

    ResponderEliminar
  11. Olá Sónia.
    Bem vinda, ainda bem que estás a gostar.
    Como digo num dos comentários acima, não me parece correcto partilhar a receita que aprendi numa das oficinas da Sylvia.
    Mas no seu blog (http://ahortaencantada.blogspot.com/2011/02/experiencias-dentifricas.html), a Luísa partilha a receita que usa.
    Que acha de a experimentar?
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. A pasta de dentes Couto contém Sodium C12 - 18 Alkyl Sulfate...é um Sulfatos...será tão perigoso para a nossa saúde como o Lauril Sulfato de Sódio?

    ResponderEliminar
  13. Aparentemente não, vê aqui:
    http://www.specialchem4cosmetics.com/services/inci/ingredient.aspx?id=12525
    http://www.ewg.org/skindeep/ingredient/723643/SODIUM_C12-18_ALKYL_SULFATE/

    Claro que, quanto a mim, uma pasta caseira é melhor...

    ResponderEliminar
  14. ola ema,como estas?primeiro q tudo parabens pelo o teu blog!podes dizer-me uma coisa?utilizas sempre esta pasta de dentes?achas q é viavel?obrigada joana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Joana!
      Espero ainda vir a tempo...
      Sim, lavo os dentes, normalmente, com pasta caseira. Já experimentei várias receitas!
      Obrigada pelo carinho!

      Eliminar
  15. Olá! Adoro esse blog, mas como sou médica dentista, tenho que alertar que o problema dos dentífricos caseiros é não conterem a concentração mínima ideal de 1450 ppm de Fluor que é indispensável para a manutenção da mineralização do esmalte. Sempre que ingerimos alimentos, principalmente os mais ácidos, há uma diminuição do pH da cavidade oral, o que leva à desmineralização do esmalte, logo o dentífrico fluoretado em contacto, no mínimo por 30 minutos, com a superfície dentária ( daí não ser preciso usar água durante a escovagem) irá remineralizar o dente. O uso do bicarbonato deve ser muito criterioso pois leva à abrasão do esmalte, daí sensibilidade. Resumindo e concluindo, o fio dentário é fundamental, ou o escovilhão que dura mais tempo, logo mais eco, dentífrico só interessa pela componente do fluor, pois o que limpa mesmo é a ação mecânica da escovagem. Uma sugestão para ser mesmo ecológico:

    Fio dentário ou escovilhão, seguido de escovagem com escova macia sem água e no fim bochecho com chã verde que tem uma excelente concentração de Fluor.
    Importante também é uma dieta sem açúcar( mel incluindo) e visitas ao dentista 2 vezes por ano.
    Desculpem se alonguei-me demasiado.
    Obrigada pelo excelente site!

    ResponderEliminar
  16. Infelizmente a pasta Couto têm também ingredientes questionáveis e maliciosos como as outras pastas.
    A lista de ingredientes da Couto :

    Aqua,Hydroxyapatite,Glycerin,Potassium Chlorate,Hydroxyethylcellulose,Sodium C12-18 Alkyl Sulfate,Anethol,Sodium Saccharin,
    Thymol,Eugenol and Limonene.

    ResponderEliminar
  17. Já do tempo das nossas avós que se usa a pasta de dentes Couto. Uma das melhores. Cuidar dos dentes é importante e devemos fazer isso não só com a pasta dos dentes mas também com visitas ao dentista regulares.

    ResponderEliminar

Obrigada pela sua visita e pelo seu comentário!
Nem sempre respondo aos comentários, visto este já não ser um blogue activo.
Se precisar de me contactar faça-o através do email awondrousday@gmail.com.
Obrigada e um boas mudanças verdinhas!