25 de novembro de 2009

25 - Passar a usar um amaciador de roupa biológico


E porquê o amaciador de roupa e não o detergente? Porque o amaciador está mesmo, mesmo a acabar, e o detergente vem numa daquelas embalagens enormes que ainda deve durar para mais 1 mês, pelo menos. Além de que ando a informar-me sobre várias opções para a lavagem, desde as nozes saponárias até à Öko-ball.


Ao procurar um amaciador mais amigo do ambiente percebi que o melhor é mesmo deixar de procurar a palavra ecológico/a, tão usada e abusada. Porque um produto pode dizer ser ecológico mas não ser assim tão amigo do ambiente... Por exemplo, qualquer detergente ou amaciador de roupa que tenha sido produzido de uma forma amiga do ambiente ou que leve à redução dos gastos de água é considerado ecológico. Ou se vier numa embalagem reciclável, ou até numa embalagem mais pequena que o normal, já diz que é "amigo do ambiente" ou "ajuda o ambiente"! tudo verdades, claro. E já é positivo, sem dúvida.

Também vou ter que ter atenção com a palavra biodegradável. Porque na verdade, tudo é biodegradável, pode é levar menos, mais ou muito mais tempo... Como os detergentes e amaciadores tradicionais que demoram muito tempo para se degradarem, causando um grande impacto onde são lançados, provocando a morte de plantas e animais e destruindo ecossistemas. Mas são biodegradáveis.
Portanto, não acreditar, à partida, em palavras como ecológico - amigo do ambiente - biodegradável (por mais estranho que pareça), e verificar a composição.

Neste caso, do amaciador, para ver se é realmente "respeitador do ambiente".

O que tinha em casa dizia:
5-15% tensoactivos catiónicos,
« 5% tensoactivos não-iónicos,
perfume,
benzisothiazolinone.
(Só este último já assusta)

O que comprei da Ecover (vende-se em quase todos os super e hipermercados):
>30% água,
5-15%: tensoactivos catiónicos*,
« 5% cloreto de magnésio ,
perfume* (tipo: alfazema; contém: linalol, citronelol),
conservante (0,15%): ácido sórbico.
*à base de plantas

E diz ainda, na ficha técnica:
- Biodegradabilidade rápida e completa (teste OECD 301F, do produto inteiro).
- Impacto mínimo na vida aquática (teste OECD 201 & 202, do produto inteiro).
- Produto não testado em animais.
- Ingredientes à base de plantas e minerais.
- Adequado para fossas sépticas.
- Produzido na fábrica ecológica Ecover.
- A garrafa e as etiquetas são feitas de polietileno e a tampa de polipropileno. Polietileno e polipropileno são 100 % recicláveis e podem ser reciclados em conjunto.

Parece bem melhor, não?

Nunca pensei que "porquê mudar de amaciador?" desse tanta matéria. Mas depois de tudo o que li nunca mais vou ser capaz de comprar um dos "normais", mesmo sendo este, pois claro, mais caro...

16 comentários:

  1. Olá

    Mais um post muito interessante. Pf passe no meu blog http://golasaltasedecotes.blogspot.com/ e veja se estaria disposta a fazer uma mini entrevista. Obrigada.

    ResponderEliminar
  2. e que tal deixar de usar amaciador para a roupa? a diferença não é assim tão grande se se der um bom estalo à roupa antes de estender, não se deixar secar demais e dobrar direitinha logo a seguir (sem passar, que isso também é desperdício).

    ResponderEliminar
  3. por aqui o amaciador é usado na roupa de casa, grande demais para o estalo ser verdadeiramente eficiente... e entretanto descobri como o vinagre é um óptimo amaciador natural.
    o não passar a ferro já vem de antes deste desafio.

    ResponderEliminar
  4. Ema, o vinagre resulta mesmo? E a roupa não fica com cheiro?

    Obrigada. :)
    Eu como detergente uso as nozes e não as troco por nada. Mas de vez enquando uso amaciador... poucas vezes, mas uso. Obrigada. :)

    ResponderEliminar
  5. Resulta, Ana, não fica a cheirar nadinha depois de seca a roupa. O vinagre é fabuloso, uso-o de várias maneiras (limpezas, cabelo, ...).
    A mim, a única coisa que me incomoda nas nozes é virem de muito longe...
    Bom fim-de-semana

    ResponderEliminar
  6. Tens razão, as nozes vêm de longe... mas são tão perfeitas... é que para além de não poluirem nada depois ainda dão para adubar as plantas...
    No outro dia fui fazer as compras do mês e esqueci-me desta dica do vinagre e comprei um amaciador da marca L'Abre Vert, aliás, comprei amaciador, comprei detergente para os vidros, para o chão... enfim, tudo o que precisava comprei desta marca, excepto as pastilhas para a máquina da loiça que comprei da Ecover porque não havia outra ecológica (e foi a única coisa que vi da Ecover).
    Os ingredientes da L'Abre Vert são tensoactivos catiónicos e perfume. Para além de dizer que são ingredientes de origem vegetal, as embalagens são recicláveis, não testa em animais, não tem corantes, etc etc. Pareceu-me muito bem esta marca e em termos de preço é muito parecida ou mais barata que as outras... conheces?

    De qualquer maneira vou experimentar o vinagre! Sempre é ainda mais barato e ecológico!

    ResponderEliminar
  7. Já agora, deixo-te aqui alguns comportamentos que vou adoptando: http://fomedeossos.blogspot.com/search/label/o%20meu%20lado%20verde - muito por influência tua. :)

    ResponderEliminar
  8. Também uso o detergente para a roupa da L'Arbre Vert, para a louça prefiro o da Ecover.
    Experimenta o vinagre, como te disse, sou fã!!!
    Já ando a visitar o teu blog!

    ResponderEliminar
  9. Ema, que tipo de vinagre usas para amaciador da roupa? E pões no compartimento normal do amaciador (na máquina)?

    ResponderEliminar
  10. Uso vinagre de vinho branco (do mais barato), misturo com água e coloco no compartimento do amaciador.
    Boa semana! Beijinhos

    ResponderEliminar
  11. Aaah, ok. E pões quanto de água? Eu tenho posto só o vinagre e cheira um bocadinho quando a roupa está estendida (quase nem se nota) mas depois de seca deixa de cheirar. :)

    E na roupa branca, não mancha? Eu ainda só experimentei na preta... *

    ResponderEliminar
  12. Eu uso em toda a roupa. É um bocado a olho... e até acho que a água não é necessária, mas coloca meio copo de vinagre e outro tanto de água.

    ResponderEliminar
  13. Bom, tenho a dizer que finalmente adoptei de vez esta medida do vinagre e adoro!
    Misturei com água, como tinhas dito, e pus a lavar (com as nozes e a mistura de vinagre e água) uma manta do meu cão (branca e polar) e uma t-shirt branca e ambas as coisas ficaram limpinhas... e a mantar ficou tão fofinha... o vinagre amacia sim senhor!

    Ema, obrigada por mais esta dica e já agora, não sei se conheces, mas deixo-te aqui este link: http://www.centrovegetariano.org/Article-58-Receitas+de+limpeza.html - beijinho.

    ResponderEliminar
  14. É óptimo, não é?
    O vinagre tem imensas utilidades!
    Obrigada!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  15. Ema primeiramente quero dar-te os meus parabéns por este belo e útil ecoblog cheio de dedicação.
    Sempre tive uma forte ligação à Natureza. Enquanto os meus amigos jogavam à bola ao pião e ao berlinde eu descobria as maravilhas desta planeta, num pequeno ribeiro, num bosque, numa poça de maré…
    Nos últimos tempos renasci. Finalmente consigo ver. Abandonei aquela típica postura de descontentamento e revolta de sofá, e aplico as minhas energias num projecto de sonho. Passo noites a sonhar com os pormenores, já me corre nas veias, um cantinho sustentável com base na permacultura. Como dizia Gandhi "We must be the change we want to see in the world”, tão simples e tão completo. Continuo com aqueles sermões de sensibilização em defesa da Mãe de todos nós, a Mãe Natureza, mas agora quero fazer mais.
    Neste momento estou a tentar reduzir ao máximo o meu impacto neste belo planeta. Sendo eu biólogo de formação e amante do mundo natural de coração (a ordem está claramente trocada) tenho o direito e o dever de o fazer.
    Encontrar espaços como este, repletos de pessoas com um objectivo em comum, e onde se partilha tanto conhecimento, é simplesmente fantástico. Não estamos sozinhos, volto a acreditar que a espécie humana, auto intitulada “ser racional”, não é apenas aquele ser destruidor, ainda vamos a tempo de mudar o rumo desta sociedade, e de todos os seres vivos.
    Muito obrigado pela partilha

    Ps: Ainda não possuo o “meu” cantinho, mas todos os dias dou um pequeno passo. Ele está já ali :)

    Ricardo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada Ricardo, pelo carinho e pela partilha da tua experiência!
      Tenho a certeza que, se é o que queres, teu cantinho surgirá.
      Entretanto fico contente por passares por aqui e partilhares esta experiência!
      Ah! E todas as ideias, correcções, ... são bem vindas.
      Bom resto de semana!

      Eliminar

Obrigada pela sua visita e pelo seu comentário!
Nem sempre respondo aos comentários, visto este já não ser um blogue activo.
Se precisar de me contactar faça-o através do email awondrousday@gmail.com.
Obrigada e um boas mudanças verdinhas!