56 - Tomar duche com água tépida


Não é que seja como os meus irmãos e tome duche com a água a ferver (quando um deles sai da casa-de-banho, parece o D. Sebastião a emergir do nevoeiro...), mas, agora no Inverno, aumento sempre a temperatura da água. O Zé Manel consegue tomar duche com água menos quente do que eu, mas acho que não chega a morna...


Já tomei banhos em água bem fria. Acho que o "pior" foi na aldeia de Montes, Vila Real, em Fevereiro, nas águas do rio que vinha geladinho da serra coberta de branco... Ao mergulhar a cabeça parecia que ma estavam a apertar com ferros! Houve outra vez que, também numa actividade dos escuteiros, estava (em Fevereiro, claro), com a minha amiga Liliana, a lavar-me na fonte da aldeia de Marialva. Uma senhora, com pena das duas meninas a tiritar, ofereceu-nos a sua casa de banho para tomarmos duche. Que maravilha, pensámos, até abrir a torneira e a água ser... fria! Apercebi-me depois, várias vezes, em casas de aldeias portuguesas: casa de banho apetrechada com tudo, mas só com água fria. A instalação de água quente comporta outros gastos.

Há uns anos vi, na televisão, um senhor com os seus 80 anos a gabar-se de, durante toda a sua vida, ter tomado banho, todos os dias do ano, no fontanário público da aldeia (que aparecia como fundo, coberta com um espesso manto de neve), e nunca ter apanhado sequer uma constipação. E realmente o senhor tinha um ar rijo, saudável e mais novo do que a sua idade real.

Bom, mas enquanto não consigo mentalizar-me para tomar um duche abrindo apenas a torneira da água fria (algo que requer uma técnica e traz imensos benefícios para a saúde, além do que advém, claro, de se gastar menos energia e - suspeito - água também) vou diminuindo a temperatura progressivamente ao longo do duche:

"Enfio-me" debaixo do chuveiro com a água um pouco acima do tépido (claro, que "tépido", "morno", é muito subjectivo. O meu tépido é o frio de um dos meus irmãos), e começo logo a reduzir até um pouco mais frio. Depois de me ensaboar, recomeço no tépido "menos" e continuo a reduzir até acabar, durante 1 segundo, com a torneira quente toda fechada e um grito.

Mas a sensação posterior é óptima! Sem frio e revigorada.

E é óptimo para o meu couro cabeludo sensível que, segundo ordens médicas, não pode receber água quente...

6 comentários:

  1. Tenho vindo a tomar devagarinho esta medida... por outros motivos: pêlos. Desde descobri que a água quente ajuda muito ao crescimento dos pêlos... penso nisso em todos os duches. :P Eu que não abria a água fria... agora tento fechar a quente. Isso mesmo... as pessoas queimavam-se quando sentiam a temperatura da minha água do banho... qual D. Sebastião... nada como um motivo estético para mudar o meu comportamento. xP
    Ema, mas... podes explicar melhor que benefícios ambientais tem esta medida?
    Obrigada. :)

    ResponderEliminar
  2. bem, Ana, é mais um óptimo incentivo! não sabia.
    tem a ver com a poupança energética, mas eu acho que também nos ajuda a poupar água... não ficamos tanto tempo debaixo de água!!!

    ResponderEliminar
  3. Para quem tem esquentador, aconselho a ir baixando a temperatura ate que seja confortável tomar banho só com a torneira da agua quente aberta sem precisar de misturar água fria. Eu costumo regular a temperatura da agua para morna quase a temperatura do corpo.

    ResponderEliminar
  4. eu comecei a tomar banho de agua fria ha umas 2 semanas, cada vez custa menos .
    nao so ja nao custa quase nada (estamos em Dezembro)como entro para a banheira cheio de vontade e excitacao. Nem abro a agua quente, so fria desde o inicio, e uma questao de um habito que e mais rapido de tomar do que eu pensava.

    ResponderEliminar
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar

Obrigada pelo seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...