23 de janeiro de 2010

84 - Tricotar os meus cachecóis e gorros


Em várias fases da minha infãncia e adolescência, a minha mãe e, principalmente, a minha tia, tentaram iniciar-me na arte dos lavores. Sem resultados, pois sempre me neguei a tal ofício indigno de uma rapariga moderna...

Agora, ao fim deste tempo todo, percebo que tricotar é, além de viciante (de uma forma agradável), ecológico. Ao fazer eu os meus cachecóis - acessório que muito prezo - evito comprar outros, feitos em máquinas eléctricas, evitando também a sua embalagem e transporte, provavelmente de um outro país.

Claro que só faz sentido se usar lãs, e afins, naturais e ecológicas. Como encontrei várias hipóteses (até fios de bambu e soja!), incluindo uma marca portuguesa, a rosários4, sei que posso manter a coerência desta medida assim que acabar de treinar, em restos de novelos, o ponto simples que a minha mãe me ensinou. Como estou a fazer uma tira, a que ainda não se pode chamar cachecol, desmanchando o que já fiz uma série de vezes, é capaz de demorar...


Entretanto vou, orgulhosamente, usando os conjuntos de cachecol e gorro que a minha mãe me fez.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Obrigada pela sua visita e pelo seu comentário!
Nem sempre respondo aos comentários, visto este já não ser um blogue activo.
Se precisar de me contactar faça-o através do email awondrousday@gmail.com.
Obrigada e um boas mudanças verdinhas!