7 - Apanhar o lixo do chão quando vou pela rua


Hoje apanhei do chão, no caminho entre a minha casa e o supermercado , um papel, um bocado de um garrafa plástica de água e um maço de tabaco vazio. Não consegui apanhar, de maneira nenhuma... um preservativo usado!!!!!!!!! Sim, leram bem. E não, mesmo o que apanhei não foi com as mãos nuas, mas com uma luva de vinyl, do par com que costumo andar na carteira, no caso de precisar de socorrer alguém (sou voluntária da cruz vermelha), porque até não sou "nojentinha" mas pegar em coisas desconhecidas do chão, arghhhh! Lembrei-me - enquanto pesquisava o chão à procura de lixo - de um desenho animado, quando era miúda, onde havia um urso que vivia num parque e tinha uma espécie de bastão com um "pico" na ponta para apanhar o lixo do chão. Bem jeito, dava embora do difícil acondicionamento na minha carteira!

Quando cheguei a casa fui à net procurar o tal urso. Era o Zé Colmeia, lembram-se? Desenho animado da Hanna-Barbera e cujo nome original é Yogi Bear (sem comentários...). O Zé Colmeia vivia no parque natural e passava a vida a roubar comida aos turistas, a ser apanhado pelo guarda florestal e a executar tarefas como castigo sendo uma delas... apanhar lixo do chão com o tal bastão.


Mas foi positivo. Num percurso de 15 minutos (fui num dos passeios para lá e no outro para cá) foi só isto que encontrei. Provavelmente porque vivo numa zona onde as pessoas são, maioritariamente, ou velhinhos que não concebem sequer a ideia de atirar lixo para o chão ou famílias muito novas com crianças que também não o fazem e barafustam com quem faz. E também, porque, devido às árvores nas ruas e no bairro, os varredores da câmara passam muitas vezes por aqui, de vassoura ou de aspirador!

Também encontrei caixotes onde colocar o que apanhei, coisa que, confirmando a lei de murphy, não costuma acontecer: normalmente quando tenho alguma coisa para deitar fora, ando com ela uns bons minutos até encontrar um caixote. O que, no meu entender, não justifica deitar as coisas para o chão, claro...

Entretanto interrompi este post e fui ao ecoponto da minha rua. Se isto fosse um jogo - apanhar o máximo lixo do chão - já sabia onde ir para uns pontos extra. Sim, à volta do ecoponto encontrei mais lixo no chão do que no meu percurso anterior. As pessoas vão colocar os papéis, as garrafas, as embalagens para reciclar mas se cai alguma coisa ao chão, mesmo ali ao lado do ecoponto, custa muito "dobrar a espinha" para a apanhar! A estas pessoas o brasileiro Hélio chama "Sugismundos"! Assim, apanhei mais uns papéis, uma embalagem de cereais, uma embalagem de plástico, uma lata, ...

Ah! E a luva que usei está afecta à função de apanhadora de lixo (e isolada do resto do conteúdo da carteira) e tenho um outro par para as emergências...

5 comentários:

  1. Ontem, em Lisboa, passou o camião do lixo. Os contentores foram despejados, manualmente, para dentro do camião (em Lisboa, os contentores são pequenos, porque pertencem aos prédios). Caíu algo do contentor para o chão. O funcionário olhou duas ou três vezes para o que caíu, mas nem se dignou a apanhar. A amiga que estava comigo e que trabalha naquela rua e mora ali perto, diz que é prática comum: a estrada fica sempre com resíduos da recolha do lixo.

    ResponderEliminar
  2. É verdade, falta fazer muito em termos de educação cívica. Temos que ser todos - cada um de nós - a contribuir. Eu sei que custa, mas às vezes tal passa por chamar a atenção - de uma forma educada - a quem está a ter um comportamento menos correcto...

    ResponderEliminar
  3. Querida Ema,
    Olá outra vez! Tenho andado com sérias ideias de sair do meu prédio e por-me a apanhar todos o lixo que encontre - que na minha zona é muito, visto haver um mcdonald's perto e frequentado por românticos casais que comem dentro do carro, abrem a porta e já está. Enfim, isto para dizer que quando falei sobre isto ao meu pai, ele me diz "Não sejas parva, isso é o que eles querem!...", eles significando os governantes da nossa cidade, que n fizemos mta questão em eleger. Ora, eu ando baralhada. Bem sei que devia ser a Câmara de Coimbra a manter os espaços limpos... mas se n o faz... e eu gosto de ver os espaços limpos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem, Ana, eu apanho o lixo que encontro no chão, seja na cidade, no campo, na praia ou na serra, porque infelizmente ainda há muito pouco civismo... Sim, porque neste caso acho que os governantes não podem arcar com a culpa toda. No entanto podes sempre escrever uma carta à Câmara, se achas que estão a fazer um mau serviço!
      Espero ter ajudado.

      Eliminar
  4. Querida Ema, obrigada pela tua resposta - imagino quantos milhoes de comentarios tens para responder :) entretanto, fui mesmo apanhar o lixo. Enchi dois sacos e nessa noite dormi melhor! Podes ler sobre a minha aventura aqui: http://greenerhealthierhappier.blogspot.pt/2013/07/apanhar-mao-o-lixo-dos-outros.html Obrigada! Beijinhos

    ResponderEliminar

Obrigada pelo seu comentário!