20 de novembro de 2010

185 - Encontrar uma nova vida para os collants


Um deste dias, ao arrumar a gaveta das meias, deparei-me com meia dúzia de collants. Daqueles fininhos, de nylon ou lycra. Como não é peça que use muitas vezes (até porque eu "é mais calças...") às vezes guardo-os com um buraquinho ou com um "foguete" pequenino (...) porque com um bocadinho de verniz das unhas (e se não for num local visível) ainda estão aptos para mais umas vezes. (Antigamente "puxavam-se" as malhas às meias!) Mas, desta vez, encontrei alguns que já nem com o verniz lá vão...

E dei comigo a pensar se não serviriam para alguma coisa, em vez de irem directos para o lixo. Lembrei-me de que a minha mãe os usava para polir os metais, e toca de descobrir mais usos.

Bem... são imensos. Encontrei em vários sites (aqui, aqui, aqui) e alguns até saíram - imaginem - da minha "linda" cabecinha! De certeza que alguns de vocês também lhes arranjaram outras funções, por isso estejam à vontade para os deixarem aqui nos comentários.

Tanto o nylon como o elastano são fibras sintéticas, que necessitam de muita água e energia na sua produção e demoram muitos anos a se degradarem no meio-ambiente (entre 30 a 40 anos, o nylon. Não encontrei informação sobre o elastano). Por isso quanto mais os (re)usarmos melhor.

E vou procurar collants mais amigos do ambiente, porque parece que já há elastano biodegradável.

Há sugestões mais efémeras que outras, umas mais radicais..., mas cada uma delas é uma segunda hipótese para uns collants estragados:

- como recheio: cortar em tiras e encher almofadas ou peluches;
- guardar posters (ou rolos de papel): cortar o pé e a cinta e usar a perna para proteger os posters enrolados;
- guardar jóias: para impedir que se misturem, guardar cada peça num “saquinho” feito com um pedaço de meia;
- cruzetas almofadadas: envolver os cantos das cruzetas com os collants para impedir que a roupa mais delicada fique marcada (ver filme);
- em viagem: condicionar peças de roupa em partes de collants para não se amarrotarem;
- elásticos: basta cortar a perna da meia em várias tiras, e usá-las como elásticos;
- cordas: devido à sua resistência e elasticidade podem ser usados para pendurar ou amarrar quase tudo. Podem ser usadas simples ou entrançadas para maior resistência;
- primeiros socorros: como têm elasticidade podem ser utilizadas como ligaduras, ou para exercer pressão sobre feridas ou lesões. Atenção: no caso de ferida, colocar uma compressa antes da meia...;
- filtro: as meias são boas para filtrar líquidos, como por exemplo, tintas;
- bolsa protectora: para lavar na máquina outros collants, protegendo-os;
- na máquina da roupa: envolver a mangueira de saída da máquina para prevenir entupimentos derivados de pêlos e fibras (isto não sei muito bem como se faz, mas hei-de descobrir...);
- "aproveitador" de sabonete: colocar restos de sabonetes num pé de collant, dar um nó e usar no duche;
- saquinhos perfumados: cortar os pés e a parte da cinta. Cortar a perna dos collants em 4 partes. Encher com lavanda, ou outra (ver aqui), para perfumar e/ou afugentar as traças do roupeiro. Atar as pontas com um nó, ou uma fita;
- desumidificadores: fazer como nos saquinhos perfumados, mas encher com areia para gatos (que não é muito ecológica...), para absorver a humidade em sapatos, malas, roupeiros, ...;
- "chouriços": encher uma perna com areia para gatos (...) e usar, no Inverno, para “selar” frinchas de janelas e portas (para quem, como eu, não tem muito jeito para os fazer);
- esfregão anti-riscos: usar uma “bola” de collant como esfregão suave para superficies que "risquem" (louças de casa-de-banho, por exemplo). Também é uma boa opção para polir objectos de metal ou encerar madeiras;
- sapatos: para os engraxar. Fazer como na sugestão do esfregão;
- no espanador: envolver o espanador do chão num pedaço de collant para apanhar mais eficientemente pêlos e afins...;
- removedor de verniz: usar pequenas bolas para tirar o verniz das unhas;
- removedor de pêlos: usar como uma luva para remover pêlos das roupas (esta tenho que experimentar!). Também remove resíduos de desodorizante (!);
- no aspirador: colocar na "boca" do aspirador um pedaço de collant evitando que nele sejam recolhidos objectos que entupam o mesmo. Se estiver à procura de algum objecto pequeno, usar a mesma técnica, passando a boca do aspirador com o collant nos sítios mais escondidos. Assim o aspirador “puxa” o objecto mas não o “traga”...;
- apanhador para a piscina (que, regra geral, não é ecológica...): com uma cruzeta de metal e um collant fazer um apanhador para os lixos da piscina (ver filme);
- apoio para plantas: para atar os caules aos apoios. Como são elásticas vão permitir que as plantas cresçam sem as ferir;
- protecção para plantas: esticá-las sobre uma estrutura de madeira ou arame já colocada no vaso, para proteger as plantas de agressões e insectos;
- proteger vegetais: envolver vegetais como abóboras, melões, … enquanto ainda estão na terra para os proteger de algumas pragas e insectos. Também se pode pendurar, desta maneira, alguns frutos mais rasteiros, para os impedir de tocar no solo;
- nos vasos: colocar um collant no fundo dos vasos que têm os furos de drenagem grandes de mais, para impedir que a terra saia;
- dispensador: guardar cebolas (ou alhos, batatas) num collant permite que haja boa circulação de ar e assim não apodrecem. Ver filme;
- armazenar bolbos: pelas mesmas razões e do mesmo modo que se guardam as cebolas, podem guardar-se bolbos de plantas;
- secar sementes: guardar sementes num saco feito com um bocado de collant e pendurar para secarem;
- sr. relvas: lembram-se? Também pode ser uma lagarta...;



- brinquedos: fazer bonecos, bolas, ..., utilizando várias partes de meias com vários tamanhos e padrões, enchendo com outro material - reaproveitado - como tecido, jornal ou outras meias;
- artesanato: para quem gosta (e tem jeito) podem fazer-se flores, borboletas, ...;
- efeitos decorativos: usar um collant (no rolo ou pincel) para criar efeitos e texturas na pintura de paredes;
- efeitos fotográficos: esticar um bocado de collant sobre a lente da câmara para dar um efeito esfumado;
- correia para o motor: se a correia do motor se partir, deixar o motor arrefecer e atar, no seu lugar, um par de collants (só para chegar até à oficina...). Atenção: cortar as pontas soltas depois de dar o nó. (Não sei se isto funciona, ou se é realmente possível nos carros de hoje em dia, mas se alguém experimentar... diga-me por favor!);
- moda: usá-los com buracos...;



- disfarce: também são bastante úteis nos assaltos, mas esta provavelmente não é uma boa sugestão...

37 comentários:

  1. Muito bem, que optimas sugestões! Eu pessoalmente sempre usei como saquinhos para lavar roupa que não quero que se misture.
    Bj* verde

    ResponderEliminar
  2. Esta sugestão é muito boa: "aproveitador" de sabonete. Até porque não sabia como usar os bocadinhos de sabão. Experimentei derreter mas não consegui que se fundissem. Conhecia a de cortar uma esponja e colocar dentro os sabonetes mas como não tinha nenhuma~também não queria comprar de proposito.

    ResponderEliminar
  3. Essa do disfarce é qualquer coisa LoL

    Cá em casa usam-se sempre no enchimento de almofadas e chouriços e como saquinhos perfumados!

    É incrível a quantidade de coisas que se podem fazer com elas!!

    ResponderEliminar
  4. Tantas utilizações... não tenho é collants suficientes para fazer tudo o que gostava :-P

    Beijinhos,
    Ana Luísa**

    ResponderEliminar
  5. Adorei este post!!! Mostra bem em como uns collants podem ser os grandes aliados de uma dona de casa. :) eheh

    ResponderEliminar
  6. É verdade, também fiquei surprendida com a quantidade de coisas que se podem fazer com uns collants...
    No facebook alguém deu a dica de usar os elástico de collants para amarrar o cabelo.
    Se houver mais trago-as até aqui!

    Beijinhos a todas e bom fim-de-semana!

    ResponderEliminar
  7. Olá,
    Eu uso as chamadas "meias de vidro" (que raramente uso, mas que sempre que o faço as estrago), quando as estrago guardo para filtar o óleo da fritadeira: corto os pés, enfio num funil e a ponta do pé fica no centro do funil a fazer uma covinha, ponho o funil numa garrafa de sumo (fico sempre com algumas em casa) e despejo o óleo; depois fecho e levo a garrafinha pro óleao (não gosto de levar o óleo cheio de "farelos.

    Sim eu sei que não devia beber sumos embalados em plástico... mas adoro refrigerantes :(

    Quanto aos óleos, vou fritando batatas e castanhas, depois quando o óleo perde a qualidade aproveito uma última fritura para salgadinhos (que sujam mais o óleo) para não andar a usar óleo novo para isso.

    ResponderEliminar
  8. A partir deste momento não vou deitar fora os collants. Adorei as sugestões! Bom fim-de- semana.

    ResponderEliminar
  9. Eu quando andava na escola usava os collants para o jogo do elástico, conhece?

    Como eu gostava de saltar ao elástico e apesar de ser pequenina até saltava bem!

    Gosto muito do seu blog!

    Beijinhos da Formiguinha

    ResponderEliminar
  10. Olá! Estava navegando na blogosfera e me deparei com teu blog, adorei!
    Amo fazer novas amizades, conhecer pessoas, idéias, outras perspectivas.
    Já estou te seguindo...
    Se puder visita meu blog, e conheça um pouquinho desse ser complexo kkkk.
    Abraço!

    *´¨)
    ¸.•´¸.•*´¨) ¸.•*¨)
    (¸.•´ (¸.•` *♥ Jussara Christina ♥*♥*♥*♥*♥*♥*♥*♥*♥

    ResponderEliminar
  11. Eu costumo, a propósito das chouriças tapa-frinchas, usar peúgas velhas de algodão ou lã, daquelas altas até ao joelho, cosê-las pelo meio e recheadas com algo. Curiosamente, nunca tinha pensado na areia para gato para recheio. Dá para as lavar depois?

    ResponderEliminar
  12. Fazer pequenas bolas para decoração, ou simplesmente para as crianças brincarem.

    ResponderEliminar
  13. São óptimas para limpar o chão de parquet ou flutuante, aderem o pó e pelos difíceis de limpar só com a vassoura...

    ResponderEliminar
  14. O teu blog está muito interessante! Tem tudo a ver com a minha filosofia de vida. Adorei as dicas que tens deixado aqui.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  15. Olá, gosto bastante deste blog e ao ler este post, não pude deixar de me lembrar que, à semelhança do que se pode fazer para reutilizar sacos de plástico (cortando-os às tirinhas e juntando as tirinhas umas às outras), as meias collants, também podem servir como fio para fazer bolsas em crochet ou malha, ficam muito giras :)
    Obrigada por contribuir para um mundo melhor!

    ResponderEliminar
  16. Bom dia Ema:
    Escrevo para partilhar as últimas compras ecológicas que fiz :). Moro em Lisboa e existe uma loja de cosmética biológica que se chama "Organii". Já era grande fã, mas agora decidi comprar mais produtos. Estive a ver na internet e penso que esta loja já existe no Porto! Comprei o creme de rosto da Olive, desodorizante e gel de banho. Todos os produtos são certificados e até agora estou a gostar bastante. O desodorizante é de rosas e tem um cheirinho muito bom! Para além dos produtos serem biológicos, são também ecológicos, relativamente à produção das embalagens e utilização das tintas nas mesmas. Em relação às limpezas da casa, este fim de semana comprei no Continente, amaciador da roupa da marca "L'Arbre Vert" (750ml - 3.49€) e detergente para lavar a louça à mão da "Ecover" (1 lt - 4.09€). Espero ter ajudado com a minha partilha e continuação de boas práticas ecológicas :)
    Beijinhos
    Sara

    ResponderEliminar
  17. ADOREI O SEU BLOG, PARABÉNS;o)))IDEIAS FANTÁSTICAS E ECOLÓGICAS.

    ResponderEliminar
  18. Eu também é mais calças, mas da próxima vez que precisar de usar collants, hei-de voltar a este post. Entretanto... quem diria que até os ladrões são ecológicos? Andam por aí a reutilizar coisas, muito bem :)

    ResponderEliminar
  19. É muito gira esta ideia. Já conhecia :)

    Vim lembrar que o Projecto Reciclar na Cozinha termina dia 11 DEZ, já que queres participar não te atrases.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  20. (até porque eu "é mais calças...") ....mini-saia
    diminui a pegada eculógica leva menos tecido
    e poupa-se nos solários 30%

    ResponderEliminar
  21. Boa tarde a todos. Boa tarde Ema. Adorei as dicas, sabe eu fiz Educação Fisica e tinha problemas em como aproveitar meias e collants. Na época eu doei para caridade. Mas nunca havia pensado nesta possibilidade. Mas na época, todas as meias finas e meias que utilizavamos para ginástica faziamos bolas de meias para as crianças (prinicipalmente pequenas) brincarem.
    Estou amando seu blog. Parabéns!


    Abraços,

    Elaine

    ResponderEliminar
  22. tem piada eu tb guardo as meias com buracos para depois num dia qualquer usar, mas tem graça esse dia nao chega
    kis :=) gostei

    ResponderEliminar
  23. Obrigada a todos pelas vossas dicas e partilha de experiências, enriquecendo mais os posts deste blog!
    MCP, penso que não será boa ideia lavar os rolos cheios com areia.

    Beijinhos e desejos de um óptimo ano de 2011!

    ResponderEliminar
  24. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  25. Eu não me sinto poluidor e não tenciono pedir desculpa por viver. Vamos lá a ter juízo e a ser crescidos. De facto há pessoas irresponsáveis mas o pior é o estímulo contínuo à depravidão que desce de quem dirige os políticos que supostamente NÓS elegemos.

    Aconselho ver este vídeo, muito profundamente verdadeiro:

    A História da Sua Escravidão (The Story of Your Enslavement in Portuguese)
    http://www.youtube.com/watch?v=-L6EKy7thrM

    ResponderEliminar
  26. Olá :) este post inspirou-me para fazer uma fita de cabelo a partir de umas meias rotas e mais umas quantas coisinhas:)Por enquanto, já fiz o post sobre a fita e mencionei este blog como a inspiração! Se quiseres, dá uma espreitadela : http://boladepensamento.blogspot.com/2011/01/ligas-velhas-viram-fita-old-stockings.html

    ResponderEliminar
  27. Olá Sabi!
    Fantástica, que chique, eh, eh!
    Vou partilhar a tua ideia na página do "365 coisas..." no facebook.
    Fico muito feliz, por o meu post te ter inspirado! Obrigada.

    ResponderEliminar
  28. Não sei se esta dica já foi aqui referida... os collants cortados em tirinhas dão para tricotar/crochetar e fazer malas e outros objectos.

    ResponderEliminar
  29. Obrigada pela resposta e pela menção no facebook :D

    ResponderEliminar
  30. Embora este post seja antigo, fica uma dica para os "saquinhos desumificadores": em vez da areia para gatos, podes usar arroz ou giz. O arroz é de longe o mais ecológico :)

    ResponderEliminar
  31. Comecei hoje a ler este blog mas perdi-me de amores por ele, suspeito que vou passar a consultá-lo numa base diária. Em dez minutos de leitura, tinha já ideias a fervilhar que partiram das mil ideias que li.
    Queria também confirmar que é realmente possível utilizar collants para quando se parte a correia do motor. O meu pai, em tempos idos, utilizou as collants da minha avó para o mesmo efeito, numa viagem de mais de 30 km até à oficina.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelo carinho! É bom saber que o "365 coisas que posso fazer..." contribui para essas ideias. Depois pode partilhar as novas aqui!
      Obrigada pela dica!

      Eliminar
  32. Já conhecia e acompanhava este blog há muito tempo, com admiração, ainda que silenciosamente.
    Hoje resolvi manifestar-me. Este repositório de sugestões para os collants moribundos interessou-me particularmente. É que, no meu blog, tenho abordado o tema "arrumações". Amanhã postarei sobre a gaveta dos collants. Recorri, por isso, ao teu trabalho que publico, com os devidos créditos. Espero que não consideres abusivo. Afinal estamos do mesmo lado da trincheira, lutando contra as más práticas e o consumismo.
    Evidentemente que retirarei a citação, se assim o entenderes.
    Beijo da Nina

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que não me importo, Nina, muito pelo contrário! A quantas mais pessoas chegarmos, melhor. E fico muito contente pela tua companhia por aqui.
      Beijinhos e boa semana!

      Eliminar
  33. Há, há, há! Usá-los nos assaltos!!! Se a moda pegasse, os políticos brasileiros haviam de usá-los quando votam os orçamentos... Adorei as dicas, já estou seguindo teu blog, tão transbordante de ideias. A Nina, do "Meu pensamento Viaja" que me mandou prá cá - agradeço a ela... Beijos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. eh, eh...
      Obrigada, Rosa, pelo carinho. E também agradeço à Nina, claro!
      Beijinhos

      Eliminar

Obrigada pela sua visita e pelo seu comentário!
Nem sempre respondo aos comentários, visto este já não ser um blogue activo.
Se precisar de me contactar faça-o através do email awondrousday@gmail.com.
Obrigada e um boas mudanças verdinhas!