11 de fevereiro de 2010

103 - Não comprar nenhum produto que tenha mais do que um invólucro


Quando iniciei este desafio já não trazia, ao ir às compras, os tão prejudiciais sacos de plástico. Entretanto tenho-me também esforçado para reduzir tudo o que é embalagens.

Estamos tão habituados a comprar tudo embalado que nem percebemos que na verdade tal não é incontornável. Na verdade, parece que hoje em dia 50% das embalagens produzidas são alimentares, o que nos torna a nós, pequenos consumidores, responsáveis por mudar, ou não, esta tendência.

Neste percurso gradual para reduzir o meu impacto também no mundo das embalagens..., decidi, a partir de hoje, não comprar nada que tenha mais de que uma camada de protecção. Parece pouco, mas quando começamos a estar atentos...

As bolachas integrais que gosto mais vêm em pacotinhos individuais dentro de uma caixa de cartão. Ao comprar bolachas cream cracker não posso comprar mais do que um pacote porque em conjunto vêm com mais uma camada de plástico. Alguns derivados de soja (hamburgueres, salsichas), que compro esporadicamente, também vêm, além do invólucro de plástico, numa caixa de cartão. Cereais em caixas ficam todos de parte (têm a caixa e um saco de plástico). Muitos cremes (e cosméticos), além da embalagem em vidro ou plástico também vêm numa caixa e ainda trazem um folheto...

Uma amiga, com filhos, que compra sempre vários pacotes de cereais, quado chega à caixa, retira as caixas de cartão dos mesmos e entrega-as à operadora de caixa. Se começarmos a ser mais a fazer o mesmo talvez os responsáveis das lojas comecem a passar a informação aos fornecedores. Ou não?!...


Eesta decisão permite-me trazer menos embalagens para casa, mas também percebo que o plástico é, em quase tudo, a primeira opção de embalagem, o que me incentiva a, cada vez mais, não fazer as minhas compras nas grandes superfícies mas nas lojas/mercados onde podemos comprar (quase tudo) sem embalagens.

15 comentários:

  1. eu realmente sigo sempre este blog e concordo com a maioria das coisas que aconselhas, acho o optimo. Mas aqui, muitos dos materiais utilizados alimentares são recicláveis, cada vez mais tornam para essa tendência. O plástico está a deixar de ser utilizado e começa-se a aplicar o tetrapak, que não faz mal nenhum.bjinhaaa**

    ResponderEliminar
  2. Olá
    O problema de retirar a caixa no próprio do Supermercado é que apesar dos mesmos separarem e venderem os plásticos e cartões todos que sejam das secções, o mesmo não acontece nas caixas pois só têm um balde do lixo e vai tudo para lá e depois vai tudo para o lixo indiscriminado. Portanto alem de se utilizar algo desnecessário acaba-se por também nem reciclar :(
    Por isso não me parece a mesma opção. Alias, mesmo querendo uma loja não tem muito poder no que respeita a isso. Julgo que o melhor poderia ser fazer um abaixo assinado e enviar para os fabricantes e tambem para o atendimento ao cliente das grandes superficies que terão influência na sua marca própria.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Olá Filipa.
    Se é verdade, como dizes, que quase todas as embalagens são recicláveis (e separar para reciclar é uma atitude óptima), também é verdade que reciclar é o 3º e último dos 3 r's. O primeiro é reduzir, que é o que neste momento, eu estou a tentar: reduzir a quantidade de lixo (reciclável incluido) que faço.
    E o tetrapak não é assim tão inócuo, sabes? Hei-de tomar uma decisão sobre isso também...
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Olá "anónimo"

    Tens razão! Não é uma ideia muito ecológica, ainda que compreensível.
    Obrigada pela sugestão do abaixo-assinado. Quem sabe?...
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. também concordo com @ "anónimo", porque quando soube deste tipo de iniciativa, há uns 12 anos atrás, comecei a segui-la, mas depressa desisti. O que as pessoas da caixa fazem de uma forma geral (e falei com elas para saber), é deitar fora as caixas normalmente. Se nem os super-visores ficam a saber da nossa acção, muito menos ficará a empresa que produz os cereais e assim as caixas nem sequer são recicladas.

      Temos mesmo de optar por escolher os produtos com menos embalagens à partida... e tentar comprar a granel! Quem costuma comer corn flakes ou aveia, por exemplo, pode encontrar estes produtos a granel em algumas (poucas) lojas, como por exemplo a Miosotis. Devem haver outras certamente... (pelo menos, espero!)

      Eliminar
  5. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  6. Olá Ema!
    Realmente não me parece que entregar as embalagens à operadora não adianta absolutamente nada... para começar é a pessoa com menos "poder" na loja. O que temos de fazer é contactar as próprias marcas. Ainda há pouco tempo a ProTeste fez um artigo sobre desperdício de embalagens. Umas vêm pouco cheias, outras, como referes, em várias camadas, etc.
    Às vezes as mesmas marcas têm opções ditas ecológicas, mas n aplicam o critério a todos os seus produtos. Por exemplo, eu sou cliente e revendedora da Yves Rocher. Uso um creme de dia e um de noite, de linhas diferentes. No de noite comprei a embalagem completa na 1ª vez e agora compro só o "miolo", ou seja, recargas, que segundo a marca, poupam mais de 70% de plástico (e a marca ainda planta uma árvore por cada recarga vendida). Já o creme de dia vem dentro de uma caixa de cartão, que por sua vez vem embrulhada em plástico, o que não faz sentido nenhum, até pq são produtos que não são vendidos em loja, não precisam de estar num expositor, por exemplo. Na mesma linha, o creme p o corpo vem num tubo e mais nada, só temos de quebrar uma pequena patilha qd abrimos a embalagem a 1ª vez...

    lua_do_meio_dia

    ResponderEliminar
  7. sabes, os abaixo assinados têm bastante força, para uma empresa da distribuiçao alimentar seria muito interessante receber propostas mais ecologicas acompanhado de uma serie de assinaturas, a opiniao do cliente é muito valorizada actualmente... pensa nisso, eu alinho

    ResponderEliminar
  8. Se calhar Ema, até tens razão. eu estudei bastante este ano sobre os tetrapaks e parecem-me uma boa opção mas, também há tanta coisa que parece e que não é. De qualquer modo, pelo que fazes, só mereces crédito. Não só por o fazeres, mas por divulgares :) continuarei a seguir ;) ***

    ResponderEliminar
  9. Que tal um artigo sobre os tetra packs? ;)
    lua_do_meio_dia

    ResponderEliminar
  10. Obrigada, Lua do meio dia, até já está na minha lista dos "a fazer"!...

    Filipa, quando for aprofundar as questões dos tetrapaks, entro em contacto contigo, para me ajudares, se puderes, claro!

    ResponderEliminar
  11. Olá!
    Eu costumo comprar 1 marca de sumo de maçã biológica no pingo doce e como existem 2 tipos de embalagem (200ml e 1 litro), comecei a comprar a embalagem de vidro de 1 litro e reencho as garrafinhas de vidro com o sumo da garrafa grande. Poupo embalagem e uso só garrafas de vidro!

    Clara

    ResponderEliminar
  12. olá descobri hoje este blog e estou a gostar muito sou operadora de caixa num hipermercado na realidade não são muitas as pessoas a deixarem as embalgens nas caixas e são ainda menos as pessoas que negam sacos de plástico "de borla", em relação ao não haver reciclagem isso não é verdade, colocamos tudo no mesmo caixote mas posteriormente as senhoras da limpeza fazem a separação nas traseiras da loja que está devidamente preparada para essas situações além de máquinas que fazem fardos de cartão e plástico, kit de resíduos perigos como tintas e vernizes derramados, recilagem de rolhas, pilhas e lãmpadas. Obrigado por este blog fantástico. Cátia

    ResponderEliminar
  13. Obrigada Cátia, pelos esclarecimentos!
    Espero que pouco a pouco comecem a aparecer mais pessoas com os seus próprios sacos.
    Obrigada pelo carinho!
    Bom resto de semana.

    ResponderEliminar

Obrigada pela sua visita e pelo seu comentário!
Nem sempre respondo aos comentários, visto este já não ser um blogue activo.
Se precisar de me contactar faça-o através do email awondrousday@gmail.com.
Obrigada e um boas mudanças verdinhas!