147 - Não deixar telemóveis a carregar durante a noite


Esta é uma daquelas coisas que, quando reparei que a fazia, fiquei cheia de vergonha...

Além do que já fazia antes (não deixar "luzinhas" de stand-by ligadas, por exemplo), tenho - ao longo dos meses que já decorreram desde que iniciei este desafio - tomado uma série de opções para reduzir ainda mais os nossos gastos energéticos, desde tomar duche às escuras, com água quase fria, até subir e descer escadas (em vez de usar o elevador) também às escuras (a não ser que a luz se acenda por sensores...), passando por desligar a arca frigorífica, só usar o forno em ocasiões especiais, lavar a louça com água fria e mais umas quantas...

E depois chego à noite, o telemóvel queixa-se, ponho-o a carregar e vou dormir... Arghhhhhhh! Mais valia continuar a tomar banho com água quente!!!...

A bateria do meu telemóvel demora umas duas horas a carregar e eu deixava-a, muitas vezes, umas sete ou oito horas ligada à corrente. Cinco ou seis horas de puro desperdício energético. Além de que diminui o tempo de vida da bateria, o que também não é nada ecológico. Estou neste momento a bater (mentalmente...) com a cabeça na parede!

A juntar a tudo isto, as baterias dos nossos telemóveis são de iões de lítio (Li-ion) e - aprendi eu - não têm efeito memória, o que lhes permite serem recarregadas sem estarem completamente descarregadas (pelos vistos, até é preferível).

Por tudo isto, a partir de hoje, telemóveis a carregar mais tempo do que necessário (seja dia ou noite), nunca mais!

Apesar de o meu irmão Hugo (quando esteve uns meses mais ou menos longe da civilização) ter usado um carregador de telemóveis solar e não ter ficado nada satisfeito, fico à espera (para quando o meu telemóvel já tiver dado tudo, tudo, mas mesmo tudo...) de um telemóvel solar, em plástico reciclado (para me redimir)...


E esta ideia para uma bateria que se carrega girando-a no dedo?...


11 comentários:

  1. Não sei se este será, de facto, um problema... A partir do momento em que o tlm está carregado ele deixa de carregar - julgo eu. O meu "pede-me" até para ser desligado. Daí que o que suponho que se passe é que ele vai gastando a bateria e carregando de cada vez que sente necessidade. Ora, se ele se vai carregar de cada vez que sentir necessidade quer dizer que já descarregou um pouco, logo, mais cedo ou mais tarde iria ser carregado. Estarei a ser confuso?
    Espero que não... sigo os seus conselhos com bastante curiosidade, mas de facto julgo que este não é grande problema... ;)

    ResponderEliminar
  2. Peço desculpa mas, essa do duche com a água quase fria...bem, os meus ossos não agradecem e, por isso, darei o meu contributo mas de outra forma.
    :)

    ResponderEliminar
  3. Olá Nuno,

    pelo que li e pelo que me disseram, o carregador continua a gastar energia se o mantivermos ligado depois de o telemóvel estar carregado (o meu não me pede e mesmo se pedisse, estando a dormir...). Além de que esta prática também reduz o tempo de vida da bateria.
    É um pequeno gasto, mas se o puder evitar, melhor!

    Obrigada pela atenção.
    Bom fim-de-semana!

    ResponderEliminar
  4. Ezul,
    aqui são as medidas que eu tomo, podem não ser práticas ou viáveis para outras pessoas, claro!
    Mas um duche morno/frio (ainda não consigo tomar totalmente frio...)é mais saudável e bem agradável, depois de nos habituarmos!...

    ResponderEliminar
  5. Nossa, mas que lição, hein!
    O meu telefone quando carrega, avisa-me. Também só o coloco para carregar quando não mais consigo efetuar ligações. rs
    Mas e essa bateria girando nos dedos? Bem interessante.
    Teu blog é muito bacana e instrutivo.
    Vou seguir tá?
    Xeros!

    ResponderEliminar
  6. Obrigada Ana, pelo entusiasmo!
    Fico à espera da tua companhia, opiniões e até sugestões para novas medidas!
    Beijinhos,
    Ema

    ResponderEliminar
  7. A ideia do banhos também faço! Comecei por chegar ao esquentador e reduzir a temperatura máxima, não por preocupações ambientais (nunca tinha pensado nisso, que vergonha) mas porque estava a secar a pele toda!

    Quanto às escadas, cá no prédio, ao subir os sensores não dão conta e tem que se ir às escuras, depois de cair umas 4 vezes desisti, e vou de elevador...

    ResponderEliminar
  8. Pois é "Flor", nalguns prédios, as escadas têm armadilhas...
    Tem uma boa semana!

    ResponderEliminar
  9. O meu telele tb avisa quando está carregado e normalmente desligo-o. Mas, sempre pensei que ao estar carregado, simplesmente não havia mais "actividade" e logo não consumo (desperdício) de energia...

    ResponderEliminar
  10. Qualquer carregador quando ligado à corrente eléctrica, consome energia, mesmo não estando ligado nenhum telemóvel.

    Se depois de carregares o telemóvel retirares carregador da corrente, aí sim estás a poupar realmente energia.

    Existem uns aparelhitos à vendas nas lojas de bricolage, que medem em tempo real o consumo eléctrico. Custam cerca de 20€ e se os soubermos utilizar em nosso benefício, ficam pagos em 2 meses.

    Quanto à água Fria... Grrr já chega a do mar no inverno!

    PTORRES

    ResponderEliminar
  11. Obrigada PTorres, está subentendido (penso eu) que o carregador não deve ficar na tomada quando não está a carregar um telemóvel. Mas caso não seja claro para alguém, o seu comentário é uma mais valia!
    E obrigada pela dica do aparelhinho.

    ResponderEliminar

Obrigada pelo seu comentário!