30 de maio de 2011

195 - Ter uma horta... na varanda


Tudo começou com as primeiras aromáticas, há cerca de um ano. Depois adoptámos uma família de minhocas... Fiz as minhas primeiras sementeiras...



E agora temos uma pequena horta na nossa varanda: em vasos temos óregãos, hortelã, alecrim, aipo, cebolinho, manjericão, mirra (hei-de experimentar fazer incenso), fisalis (oferecido bem pequenino), arruda (para "captar" as lagartas, afugentar alguns insectos e, para quem for supersticioso, o mau-olhado... ), 2 pés de tomates-cereja, saponária (não a árvore das nozes, ...), cravos-túnicos (para afugentar mais bichinhos indesejados); num canteiro feito pelo Zé Manel com restos de madeira não tratada, há alfaces diversas, mais cebolinho (as carteirinhas têm muitas sementes...) e rúcula. E o nosso plátano, uma sardinheira, e uma begónia herdada com, provavelmente, mais anos do que eu. Nada mau num espaço com 2,0m por 1,0m, "hem"?

E o tamanho (da varanda) não é desculpa, nem não ter varanda... Há soluções verticais originais, tanto para o exterior...


... como para o interior.


Para rentabilizar o espaço da nossa varanda - que não tem paredes - comprei simples suportes para floreiras, onde coloquei os vasos, do género destes:


E não há falta de informação, até porque as hortas urbanas estão na moda. Quase todas as cidades têm iniciativas, umas camarárias, outras de associações ou até de pequenos grupos de pessoas, para aproveitar espaços mais ou menos abandonados, transformando-os em belas hortas familiares.

Existem cada vez mais hortelões e "hortelãs"... E muitos deles partilham as suas experiências aqui pela blogosfera, ajudando quem (como eu) ainda é uma "hortelinha". Além do blog da semente à árvore, de que já falei aquando das sementeiras, há outros como o trumbuctu, o jardim com gatos, o cantinho verde, ... e muitos outros (também gosto deste e deste, em inglês), com dicas, calendários, sugestões úteis tanto para quem tem uma horta como para quem tem apenas uns vasos. E claro, as redes sociais permitem colocar dúvidas e, muitas vezes, ter uma dezena de respostas úteis, num curto espaço de tempo, e também ter acesso sobre formações na área (horta em casa, jardim de guerrilha, cidade das hortas, ...).

Temos sempre os livros. Este parece-me muito engraçado (e útil), este e este são bem apelativos e gráficos, e eu fiquei interessada neste e neste... Claro que tenho sorte e já tenho acesso, não só a literatura técnica (às vezes até técnica demais...) mas também a uma conselheira: a minha mãe que, como já disse algumas vezes, se dedica à agricultura biológica. E encontram-se, incluindo nalguns quiosques, dois deliciosos "almanaques anuais", verdadeiras preciosidades de sabedoria popular: O Borda d'Água e O Seringador (E também há O Novo Seringador, mas ainda não estudei as diferenças).

Para começar convém estudar a varanda (parapeito, floreira, ...) que vai acolher a horta. Que tipo de exposição solar tem (convém "apanhar" sol durante 5 a 6 horas por dia), se está protegido do vento ou, caso tal não aconteça, se é possível instalar protecção (rede, cerca, ...). Depois, que tipo de recipientes vai usar: aqui apresentam explicações detalhadas sobre o tipo de canteiros que se pode/deve construir, com medidas, materiais, ... Se nunca plantou nada pode seguir estes passos (ou este vídeo) sobre como começar uma pequena horta ou jardim de aromáticas num vaso. Neste site (e neste) pode escolher - e conhecer melhor - o que plantar. Pode até desenhar a sua horta. Muito giro! (O que a gente encontra pela net...). E é regar, cuidar, para depois poder apreciar os frutos do seu trabalho. As nossas alfaces (e a rúcula) são muito saborosas! E que não nos/vos aconteça como ao Sandro, que não conseguiu escoar a produção...

(a carteirinha trazia sementes de diferentes tipos de alface, todas óptimas!)


Claro que tudo isto só faz sentido se for biológico. E penso que é uma premissa geral para quem se mete nestas andanças porque pelos vários blogs e grupos onde "viajo", toda a gente (salvo erro) tem o cuidado de não usar químicos, procurando "ingredientes" e soluções o mais naturais possível: biológico, permacultura, calendário lunar, entre outros, são termos comuns pelas hortas virtuais. Ainda tenho muito que aprender!

Por isto, uma das minhas primeiras preocupações foi: " E a poluição, senhores?" Sim, porque moro na cidade, porque as plantas absorvem "coisas" do ar... Aliás foi quando vi as hortas do Mike, em New York que fiquei mais consciente deste problema: é que a poluição atmosférica naquela cidade vê-se. Então depois de um nevão, é ver as partículas pretas a cobrir a neve imaculada, em horas...

E não é que a minha preocupação tem fundamento?

O programa Biosfera já fez um episódio sobre este assunto. Ainda tentei ver a qualidade do ar por estas bandas, no sítio da Agência Portuguesa do Ambiente, mas, ou é "um pouco confuso" para mim ou estava preguiçosa... e não percebi quase nada. Mas fiquei mais descansada quando alguém entendido me disse que a minha hortinha está numa zona boa: temos muitas árvores à volta, temos um pulmãozinho mesmo ao lado (o parque do Inatel) e um belo pulmão um pouco mais abaixo (o Parque da Cidade) e logo a seguir o Mar!!! Por isso parece que as minhas alfaces são saudáveis. A água (reutilizada da lavagem dos vegetais, do início dos duches, ...) - também fica sempre em repouso 24h antes de ser usada na rega.

O que vos posso dizer mais? É muito boa a sensação de ver despontar algo que semeamos, observar esses delicados rebentos crescerem viçosos, enterrar as mãos na terra, apercebermo-nos das pequenas alterações ao longo dos dias... Ai, que bonito...

E como as imagens podem ser inspiradoras aqui deixo hortas para todos os gostos, das muitas encontradas por essa net fora... A imaginação não tem limites!


esclarecedora...


arrumadinha


projectada...


..."espontânea"!


apertadinha (como a nossa...)


reutilizando garrafas de plástico, assim...


... ou assim!


à medida


reutilizando uma sapateira


esta solução tem fãs entre os arquitectos... também "se dá" no exterior!


sacos-horta transportáveis, para quem não fica muito tempo no mesmo sítio!


53 comentários:

  1. Adorei este post! Eu tenho andado a criar o meu jardim/horta na marquise e não é nada fácil! Mas já tenho Manjericão, Cebolinho, Salsa e Oregãos a espreitar e uma hortelã bem forte:) Tenho também um Aloe e umas Cravinas que só deram uma flor... Mas hei-de conseguir mais! Com estas dicas então!

    Bj

    ResponderEliminar
  2. Fantástico. Parabéns

    ResponderEliminar
  3. Excelente há anos que apelo a hortas na varanda

    ResponderEliminar
  4. Adorei adorei adorei...é a minha cara!

    É tão bom encontrar pessoas na mesma onda...e a onda verde está mesmo a alastrar-se e a "infiltrar-se".

    Já não me sinto tão "freak" com as minhas plantações urbanas.

    ResponderEliminar
  5. Olá Ema,
    Que belíssimo texto! Foi dos posts que mais gostei de ler no teu blog.

    Nao há palavras que descrevam o animo de ver as coisinhas a crescer... e é verdade, há tanta informacao disponível que nao há desculpa para nao tentar. Mesmo quando há pouco espaco!

    E tao bom que é, a meio da preparacao de uma refeicao irmos à nossa "hortinha" buscar óregaos, manjericao, salsa...acho que é uma boa dica para nao assustar quem quer comecar e se sente inseguro, comecar com ervas aromáticas e depois passar para alface, rúcula, morangos, etc

    Parabens pelo blog, é inspirador!

    Bjs

    ResponderEliminar
  6. Estamos no caminho certo,nos locais errados.
    Existem grandes áreas de terrenos para cultivar,cujos proprietários são o governo,e autarquias locais,ou seja nossos.Como eu costumo dizer:o remédio para todos os males,está na base,ou seja no principio das questões.Estamos super desenvolvidos,mas dependemos sempre da nossa base, que é a agricultura e esquece-mo-nos disso.

    ResponderEliminar
  7. Excelente post! O teu blog deu-me mais força para me tornar um ser mais ecologicamente consciente! OBRIGADA!

    ResponderEliminar
  8. Gostei tanto deste post...

    Foi por andar à procura de como fazer uma hortinha numa varanda que comecei a ler blogs e depois me decidi a criar o meu.

    Este post veio mesmo a calhar e cheinho de links uteis. Gostei muito.

    Beijinho.

    ResponderEliminar
  9. Adorei! Belo post! Bem haja pela partilha desta informação! É bom saber que cada vez mais pessoas se interessam por estas práticas!
    Neste momento da minha vida a nossa aventura é conseguir ter uma horta lá fora ainda com temperaturas negativas nesta altura do ano... Cá dentro já começamos a ter courgetinhas e saladas :)
    Outro conselho já agora, procurem variedades anãs, ajuda imenso quando há falta de espaço!
    Beijinhos ecologicos :)

    ResponderEliminar
  10. Parabéns!!! Acho que vou ter que "cuscar" o seu blog muito bem...ando já há algum tempo a pensar em ter uns vazinhos principalmente com ervas aromáticas, cheguei a comprar mangericão, salsa, coentros, mas cabaram por ficar tudo murcho e desfiz-me deles, resolvi primeiro aprender alguma coisa antes...
    Pode ser que um dia também consiga ter assim uma varanda linda como a tua e acima de tudo bem útil ;)
    Bjs.

    ResponderEliminar
  11. Este Post está demais, cheio de informação verdinha, ainda para maisagora que comecei um blog sobre estas temáticas :)

    Vou aproveitar e publicitar o One Pot Pledge e o teu blog no meu cantinho:

    www.sementeiradeideias.blogspot.com

    ResponderEliminar
  12. Este Post está demais, cheio de informação verdinha, ainda para maisagora que comecei um blog sobre estas temáticas :)

    Vou aproveitar e publicitar o One Pot Pledge e o teu blog no meu cantinho:

    www.sementeiradeideias.blogspot.com

    ResponderEliminar
  13. Olá

    Parabens pelo teu blog

    Desde ha muito tempo que o sigo e gosto bastante!

    Tambem ando a ver se reduzo a minha pegada ambiental... Penso que já é mesmo um dever de todos...

    Parabens pelo blog

    Beijos

    ResponderEliminar
  14. Lindo! Amei a idéia! Por um mundo mais organico e sustentável! PARABENS EMA!!!
    Bjs
    Ana Paula (Brasil)

    ResponderEliminar
  15. Obrigada a todos pelos vossos comentários entusiasmados e carinhosos!
    O site Lx sustentável também gostou deste post e nomeou-o para os Green Blogger Awards de Maio. Se acharem que merece podem votar nele aqui: http://www.lxsustentavel.com/2011/06/07/nomeados-green-blogger-awards-maio-2011/
    bastando deixar um comentário com o título do post!
    Obrigada!

    ResponderEliminar
  16. Gostei! Muito inspirador. Mas não tente o incenso a árvore só se dá em climas semi deserticos e não será de modo algum ecológico trazer para cá uma ;)

    RC

    ResponderEliminar
  17. Emamiga

    A=D=O=R=E=IIIIIIIIIIIIII!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    E de tal maneira que vou colocar uma notas (e quiçá mais... ) na Minha Travessa; mais, apesar do meu blogue não ser especificamente sobre o tema, vou tentar publicar - entre as maluquices que por lá abundam... - um cantinho mais ou menos ambientalista.

    Se tu, querida Amiga, ou gente do teu clã quiseres (em) podes (em) enviar-me testículos (com x) de umas dez/quinze linhas a fim de preencher esse espaço como «especialistas». Fico à espera, tá?

    Qjs = queijinhos = beijinhos

    ResponderEliminar
  18. Que lindo! Lindo lindo lindo! Estou a começar a enverdecer a minha varanda muito devagarinho :)

    ResponderEliminar
  19. Adorei as ideias... sempre a pensar na natureza querida Ema, muito BOM mesmo.

    ResponderEliminar
  20. Acho uma excelente ideia (o pior é que tenho um gato :( e as flores e plantes e ele são incompatíveis
    :(

    ResponderEliminar
  21. Atenção aos temperos de chumbo e cádmio! É que eles dão um saborzinho especial...

    http://ecotretas.blogspot.com/2011/06/os-problemas-da-agricultura-urbana.html

    Ecotretas

    ResponderEliminar
  22. Muito bom, gosto muito de passar por aqui de vez em quando...quanto à poluição, também vivo junto ao Inatel, muito perto do Parque da Cidade, tenho um jardim grande que com algumas chuvas fica todo pintalgado de preto!!! Principalmente no fim do Verão...até as molas da roupa!!! Infelizmente ela anda por aí, nada a fazer!!!
    Obrigada pelo seu trabalho e pela sua partilha!!

    ResponderEliminar
  23. Ora aqui está mais uma actividade para as férias. Fazer uma hortinha numa das varandas. :)
    Mais uma vez, parabéns pelo blog Ema. *

    Já agora, deixo um link para o "lado verde" do meu blog: http://fomedeossos.blogspot.com/search/label/o%20meu%20lado%20verde - obrigada. **

    ResponderEliminar
  24. Excelente post!

    Não tenho uma hortinha na varanda, mas tenho feito combinações de diversas plantas que se dão bem no clima da região e tem se revelado bastante engraçado, principalmente me plantas que dão flor!

    ResponderEliminar
  25. que maravilha seu blog e adorei o nome "365" adorei!

    é lindo seu blogespaço, lindo. charmoso e textos excelente.

    abraços fartos

    ResponderEliminar
  26. Olá companheira, aqui no Brasil adorei teu site. As dicas são maravilhosas

    ResponderEliminar
  27. Muitos parabéns!
    Nunca mais vou olhar para uma varanda da mesma forma!
    Obrigada!

    ResponderEliminar
  28. Caro RC, a ideia não é plantar incenso, mas utilizar a mirra como ambientador (espécie de incenso...)

    ResponderEliminar
  29. Obrigada, Henrique.
    Mas, agora que o encontrei por aqui, vai fechar a sua travessa?!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  30. Mané, nós temos 3 gatas!!! Tirando alguns avisos e ralhetes iniciais a uma delas, tem sido pacífica a coexistência.

    ResponderEliminar
  31. Pois é, "Ecotretas" esse problema também está referido no post: também faço ligação para o estudo de Braga e o episódio do Biosfera que foca o tema...
    Oma, nunca notei tal, mas vou ficar mais atenta. Infelizmente a chuva "suja" chega a quase todo o lado!

    ResponderEliminar
  32. Mai uma vez, obrigada a todos pelos vossos comentários e apoio e também pelos votos que me permitiram ganhar a última edição dos Green Blogger Awards. Bem hajam!!!

    ResponderEliminar
  33. Não é preciso ter muito espaço, com vontade e criatividade tudo é possível!

    ResponderEliminar
  34. Olá! Por vezes venho "cuscar" este blog que admiro, e gostei principalmente deste post. Tenho uma varanda, mas é muito ventosa, então ainda tenho de ver bem a coisa, lol. Ah, fui ao site do One pot pledge, e não percebi uma coisa: quando "encomendamos" as sementes, temos de pagar alguma coisa? Não vi lá referências sobre isso, e como estamos noutro país... Como foi csg?
    Beijinhos e continuação de bons posts como este!! :)

    ResponderEliminar
  35. Olá
    Parabéns pelo excelente trabalho que aqui divulga!
    que sirva de exemplo para muitos.

    Como tb navegamos nestas águas, convidamo-la a visitar-nos

    ResponderEliminar
  36. Já agora (e porque tem tudo a ver com o post) e pelos Açores Zona Livre de Transgénicos, se quiserem enviar e divulgar o texto abaixo:

    Exmo. Senhor Presidente da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores (ALRAA)


    Exmo. Senhor Presidente do Governo Regional dos Açores


    Exmos. Senhores Deputados


    Como é do conhecimento público, 60% dos europeus sentem que precisam de mais informações e de estudos independentes, antes que seja autorizada a plantação de Organismos Geneticamente Modificados (OGM), pois quem decide tem dado mais importância ao lobby das empresas do que ao interesse público.

    Actualmente, olhando para países produtores de OGMs, existem grandes indícios de que o seu impacto na saúde, nos ecossistemas e nas comunidades é antagónico ao que estas empresas divulgam.

    A plantação de OGMs nos Açores, não se coaduna com a imagem de "turismo da natureza", "ilhas de turismo sustentável", "destino de natureza por excelência".

    Alertamos que relativamente aos produtos de qualidade promovidos pela região, essa mesma qualidade não estará garantida se tanto as indústrias de lacticínios como as da carne, usarem animais cuja alimentação será proveniente de plantações de variedades geneticamente modificadas.

    Considerando que já são suficientemente conhecidos alguns efeitos prejudiciais dos OGM na saúde dos animais e nos ecossistemas e até que a ciência garanta que os mesmos não têm efeitos negativos, venho solicitar que a Assembleia Legislativa Regional dos Açores declare, a Região Autónoma dos Açores como Zona Livre de cultivo de OGM.

    Para estas "moradas":

    presidente@alra.pt, presidencia@azores.gov.pt,apascoal@alra.pt, alsilva@alra.pt, aparreira@alra.pt, bchaves@alra.pt, boliveira@alra.pt, bmessias@alra.pt, cmendonca2@alra.pt, cfurtado@alra.pt, cpavao@alra.pt, dcunha@alra.pt, dmoreira@alra.pt, fcesar@alra.pt, fcoelho@alra.pt, gnunes@alra.pt, hjorge@alra.pt, irodrigues@alra.pt, jmgavila@alra.pt, jlima@alra.pt, jrego@alra.pt, jsan-bento@alra.pt, lmachado@alra.pt, lrodrigues@alra.pt, hrosa@alra.pt, namaral@alra.pt, pbettencourt@alra.pt, plalanda@alra.pt, rcabral@alra.pt, rveiros@alra.pt, vbettencourt@alra.pt, asantos@alra.pt, amarinho@alra.pt, apcosta@alra.pt, aventura@alra.pt, cbretao@alra.pt, calmeida@alra.pt, clopes@alra.pt, cmeneses@alra.pt, dfreitas@alra.pt, falvares@alra.pt, jbcosta@alra.pt, cpereira@alra.pt, jmacedo@alra.pt, jfernandes@alra.pt, lgarcia@alra.pt, mmarques@alra.pt, pgomes@alra.pt, rramos@alra.pt, alima@alra.pt, prosa@alra.pt, lsilveira@alra.pt, prmedina@alra.pt, amoreira@alra.pt, jcascalho@alra.pt, zsoares@alra.pt, apires@alra.pt, pestevao@alra.pt, amigosdosacores@amigosdosacores.pt, gequesta@gmail.com, terralivreacores@gmail.com

    Agradecemos, pois toda a ajuda é necessária.

    Poderão usar outro texto se acharem conveniente.

    ResponderEliminar
  37. Então, as pubicações acabaram? Eu adoro este blog!!! Ainda falta muito para 365 ideias!

    ResponderEliminar
  38. adorei a ideia do blog :)

    segue-me publicamente :)
    http://keepcalmandshopvintage.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  39. mais uma vez obrigada a todos pelos vossos comentários!
    Apesar de uma longa pausa, cá estou de volta!

    ResponderEliminar
  40. Morgana,
    apenas uso o sítio "one pot pledge" para retirar informação útil para a minha horta e, claro, porque aderi ao desafio. Nunca comprei nada...

    ResponderEliminar
  41. Olá! Adorei o post. As imagens são espetaculares. A imaginação não tem limites. Não vou copiar nenhuma das ideias... não é que não seja ecológica, nada disso... acho que sou uma felizarda; pois vivo numa quinta e tenho uma horta de verdade.
    beijinhos

    ResponderEliminar
  42. Olá, adorei esta tua ideia:)
    http://atulipaazul.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  43. adorei tmb a idea super6 massa

    ResponderEliminar
  44. Olá!
    Li o texto com toda a atenção e vou estudar pormenorizadamente os links que deixaste. Eu e o meu marido estamos a iniciar a nossa horta na varanda. Está a ser um desafio mas havemos de conseguir :)
    Se quiseres ter uma ideia de como as coisas estão a andar estamos em umavacanavaranda.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá!
      Desejo-vos muito sucesso (e muita felicidade para a vossa renovada família)!
      Tudo o que eu puder ajudar, é só contactar-me (por email também).
      Já estou a acompanhar o vosso projecto.

      Eliminar
  45. Felipe Lopes Tamelini16 de março de 2013 às 17:17

    Olá Ema,

    Bucando informações para iniciar minha horta na varanda encontrei seu blog e, nele, vim parar neste post deveras esclarecedor.

    Beijos e muito obrigado!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem vindo Felipe! E obrigada!

      Bom final de semana.

      Eliminar
  46. Descobri recentemente a melhor das hortas para pequenos espaços, vejam em www.hortaverdevida.com.br , é fantástica, já vem com sistema de irrigação interno e rodízios para movimentar, é show. Abs Luiz

    ResponderEliminar
  47. Muito engraçado este conceito de horta urbana. Eu estou a projectar a minha primeira 'mini-horta' numa varanda\marquise. Mas ainda estou mesmo em fase de estudo:de escolher o melhor local na varanda consoante a luz solar, de escolher o tipo de recipiente\vaso, o que semear...
    Para quem realmente não tem qualquer tipo de experiência em 'trabalhar na terra' isto é uma aventura. :)
    Foi muito inspirador e proveitoso ter lido os seus relatos.

    ResponderEliminar
  48. Boa noite.
    estou radiante com o vosso site.
    tamben tenho uma horta na minha varanda estou feliz com a maravilha das plantas e uma terapia saudável.

    ResponderEliminar
  49. Porreiro! Eu fiz e segui também estas dicas
    http://www.hamaisenergia.pt/energia/artigos/faca-uma-mini-horta-em-casa/

    ResponderEliminar

Obrigada pela sua visita e pelo seu comentário!
Nem sempre respondo aos comentários, visto este já não ser um blogue activo.
Se precisar de me contactar faça-o através do email awondrousday@gmail.com.
Obrigada e um boas mudanças verdinhas!